quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Colcci






Sem a presença de Gisele na passarela – pela primeira vez em anos –, a sala de desfiles da Colcci era pura organização: atraso mínimo, badalação idem. Mais atenção, portanto, à moda em si. Melhor para a marca, que saiu da zona de conforto e apresentou um bom começo de desfile, em especial no denim: sequinho, de cintura alta e... cor-de-rosa. O tom apareceu também nos bons coletes e jaquetas jeans (mínis ou boyfriend) – sim, elas estão de volta, e com força total. Há também uma lavagem bem desgastada, quase branca, em jeans mais leves, com tachas. Eles estão em saias (na altura do joelho), calças e macaquinhos, em uma referência à última coleção de Ralph Lauren, apresentada em Nova York. Os tricôs e crochês de ponto grosso aparecem em túnicas, casacos e nos belos cachecóis-cobertores, exibindo a vertente mais fashion da popular Colcci. A segunda parte do desfile, um tanto repetitiva, mostrou todos os ícones da marca, que devem continuar vendendo como água: batas e vestidinhos românticos, bem fluidos. Desta vez, há também saias longas e amplas e, por vezes, transparentes. A cartela de cores é neutra: rosa lavado, cinza, verde escuro e roxo. Foco também nos acessórios: quase todas as modelos entraram com bolsas (grandonas ou clutch), cintos com tachas e botas estilo trekking. (texto: Laura Ancona Lopez - ELLE)

Um comentário:

Barbara disse...

Primeira vez que vito o blog e simplesmente é fantástcio. Adorei a atenção com as crianças...abraços